Archive for abril, 2010

Quando a Vênus Platinada dá uma de joão-sem-braço

22 de abril de 2010

Na coluna Outro Canal da Folha de São Paulo de hoje, o publicitário Adilson Xavier deu outros contornos à polêmica da campanha de 45 anos da Rede Globo. O diretor nacional da Giovani, agência responsável pela campanha e também criadora do slogan “A gente se vê por aqui”.

“O público não capta mensagens com esse grau de detalhamento. O eleitor está preocupado com a novela que vai ver”, afirmou Xavier.

Minha conclusão dessa história toda? Tática de quem se faz de vítima seguida de uma cortina de fumaça.

“Todos queremos mais. Educação, saúde e, claro, amor e paz. Brasil? Muito mais!” – Confirmando sua imagem de pioneira (ou não), a Globo realiza a primeira campanha de toda a história da televisão mundial onde temas além da sua área de atuação como saúde e educação são abordados. Existe alguma chance disto não ter viés político, seja ele alinhado a qualquer partido que seja?

O grande ponto desta polêmica foi deslocado. Foi espalhado como se o ponto principal fosse o número 45, a idade da emissora sendo associado ao candidato tucano. Esta idéia é claramente tola, mas ela foi espalhada e repetida à exaustão para esvaziar a validade da polêmica. Foi instalada a nuvem de fumaça:

@tiagoleifert

Em nota oficial, a Rede Globo se defende confirmando a declaração de Adilson Xavier de que a campanha foi criada no final de 2009. Porém, o blogueiro Emílio Moreno levantou um dado curioso: O filme da campanha só foi gravado em abril deste ano, como o próprio site da emissora registrou. Sendo assim, houve sim plenas possibilidades de alterações na campanha de acordo com o gosto da direção, algo que seria impossivel de acontecer caso o vídeo estivesse finalizado antes do lançamento das candidaturas para as eleições deste ano.

E ainda tem mais: Assim como a Globo afirmou em sua nota, qualquer pessoa com experiência na área sabe que os trâmites da criação de uma campanha são demorados. Então por qual razão as gravações foram agendadas para o mesmo mês da sua estréia?

Enfim, não há nenhuma prova conclusiva de que a Globo teve a intenção de se usar de recursos associativos para manobrar as eleições deste ano, mas há muitos indícios depondo contra ela. Escolha o seu lado nesta briga.

Anúncios